Gestão

Dicas infalíveis para melhorar a gestão financeira da sua clínica

Quer saber como melhorar a gestão financeira da sua clínica? Todo profissional sabe que essa tarefa é um dos pontos mais importantes quando se trata da administração de qualquer empresa.

A gestão financeira diz respeito ao controle e movimentação de gastos. Essa atividade também possibilita uma análise mais profunda dos custos internos de modo a realizar bons planejamentos futuros.

Por isso é crucial ter um bom conhecimento sobre todos os processos que envolvem as finanças — algo que pode definir o sucesso ou o fracasso do seu negócio.

Neste conteúdo, confira dicas infalíveis para melhorar o gerenciamento do que entra e sai do seu consultório médico. Boa leitura!

Importância de melhorar a gestão financeira da clínica

Na pandemia do coronavírus, estima-se que 82% dos médicos tiverem sua renda negativamente afetada. Em momentos de crise, a gestão financeira é um ponto crucial para os negócios, auxiliando a tomar as medidas certas diante da situação.

Nesse cenário, aqueles que buscaram melhorar a gestão financeira do negócio, tiverem mais facilidade de identificar onde é possível cortar gastos e  reajustar os ganhos da empresa a fim de evitar prejuízos.

Em uma economia favorável, uma boa gestão financeira traz grandes benefícios para uma clínica e seus profissionais. Afinal, o gestor pode avaliar as movimentações financeiras, definindo os investimentos, lucro e ganhos do negócio.

Dicas de como melhorar a gestão financeira do consultório

Agora que você entende porque é importante investir no gerenciamento financeiro do seu negócio, veja algumas dicas de como realizar isso na prática!

Fluxo de caixa

Todas as empresas possuem um fluxo de caixa, ou seja, as clínicas e consultórios não tem como fugir dessa etapa da gestão.

O maior objetivo desta ferramenta é apurar e programar o saldo disponível para que sempre exista capital de giro — que poderá ser usado em aplicações ou gastos.

Os principais registros desse recurso são: recebimentos, pagamentos e previstos. Nesse momento, é fundamental se atentar para evitar possíveis erros de fluxo de caixa

O gerenciamento dos dados financeiros podem ser feitos de forma manual. Porém, isso se torna muito mais trabalhoso e gera um grande acúmulo de papel. Como alternativa, é interessante utilizar um software médico para centralizar todos os registros e facilitar a gestão.

Controle o estoque

Quer organizar seu estoque médico gerando economia e evitando desperdícios? Aposte em um bom controle de estoque na hora de melhorar a gestão financeira da clínica.

Geralmente, os materiais médicos para atendimento devem ser sempre repostos e organizados para possibilitar o trabalho dos profissionais. Por isso, não basta realizar compras fixas por mês, é preciso monitorar o processo e a demanda.

Sendo assim, procure atualizar o estoque com frequência. Isso ajuda a reduzir os custos na compra de recursos extras emergenciais, além de permitir uma visão muito mais ampla de toda administração financeira em relação aos vencimentos de produtos, por exemplo.

Tecnologia

Como citamos, as informações do fluxo de caixa podem ser registradas em papel, mas já existem sistemas de gestão que automatizam e cuidam dessa tarefa.

No caso de clínicas e consultórios, existem os softwares médicos —ferramentas responsáveis pela gestão de todos os processos que existem dentro do ambiente médico, incluindo as finanças.

Esse recurso possibilita uma melhor organização, produtividade e automatização dos processos. De modo geral, isso facilita muito a gestão financeira e a rotina de trabalho.

Separe suas conta

Para melhorar a gestão financeira do seu consultório, é fundamental que exista a organização entre as contas a pagar e as contas a receber.

Com isso, fica muito simples saber quais são os maiores custos da clínica, os gastos que podem ser cortados e várias outras informações relevantes para o controle financeiro.

Além disso, os pagamentos em atrasos poderão ser evitados e identificados com mais rapidez, gerando mais eficiência na hora de lidar com qualquer tipo de imprevisto.

💡  Leia também: Os maiores desafios de gestão na área de saúde

Planejamento financeiro

O planejamento financeiro é outro fator que o gestor de saúde precisa ter em mente. Isso porque essa organização é indispensável e deve ser feita com consciência e metas alcançáveis para não frustrar as expectativas da equipe e da própria empresa.

Um bom plano financeiro deve registrar os gastos, custos, lucro e faturamento a fim de padronizar a gestão financeira do negócio.

Também é necessário observar os números e sempre consultar o planejamento. Assim, o médico consegue ter uma métrica do crescimento da clínica.

Conhecimento

Em qualquer profissão é indispensável que exista a constante atualização sobre os assuntos da sua área.

No caso do profissional responsável por melhorar a gestão financeira, isso não pode ser diferente. Ele deve  buscar conhecimento e estudar para evitar falhas no seu trabalho e otimizar seus processos. Ainda, é por meio do estudo que você se mantém bom no mercado, não sendo passado para trás pela concorrência.

Hoje, existem inúmeras ferramentas e recursos que melhoram e simplificam o dia a dia de trabalho. Além disso, na internet há cursos (inclusive muitos deles são gratuitos) em plataformas online que permitem o aprendizado efetivo.

Também é muito válido procurar palestras e workshops para absorver ainda mais todas as informações da sua área.

💡  Leia: Por que se atualizar sobre as tendências do setor pode te dar mais autoridade?

Pense no futuro da sua clínica médica

Ter um negócio e investir na melhora da gestão financeira também significa pensar no futuro do seu negócio. Basicamente, os dois pontos andam juntos, certo?

Por isso, no controle financeiro é importante olhar para o futuro da clínica, pensando nos investimentos, nas ações para crescer seus resultados e desenvolver novas estratégias de marketing médico.

Erros mais comuns na gestão financeira de clínicas e consultórios

Conhecer o que os gestores mais erram na administração de um negócio é um passo que ajuda você a evitar as mesmas falhas, já que você sabe o que pode dar errado. Veja:

  • Controle de investimento com base apenas no faturamento;
  • Organização de fluxo de caixa realizada em um longe intervalo de tempo;
  • Falta de atenção nos processos tributários;
  • Não atualização e cumprimento das normas estabelecidas pelo CFM;
  • Não definir indicadores e métricas para embasar suas ações em dados reais.

Essas são algumas dicas que podem te ajudar a melhorar a gestão financeira da sua clínica. Coloque-as em práticas e veja como fazem a diferença nos resultados e no crescimento do seu consultório!

Michelle Herrera

Posts recentes

Como a Engenharia Clínica contribui para gestão de clínicas e consultórios?

A tecnologia tem sido uma das maiores aliadas da área da saúde nos últimos anos.…

4 semanas ago

Livro-Caixa para médicos e profissionais da saúde: por que e como fazer

Você já sabe o que é e como funciona um Livro-Caixa para médicos? Essa é…

4 semanas ago

Medicina Preventiva: o que é, benefícios e áreas de atuação

Prevenir é melhor que remediar, não é mesmo? Essa frase tem total relação com a…

1 mês ago

Conheça o que é a Medicina Integrativa e qual a sua importância

Quer adquirir um pouco mais de conhecimento e entender tudo sobre a medicina integrativa? Se…

2 meses ago

Atendimento de qualidade: o segredo para reter mais pacientes na sua clínica

Um atendimento de qualidade faz a diferença em todos os tipos de negócios. Sabe quando…

2 meses ago

Compliance na saúde: entenda tudo o que você precisa saber

Se você nunca ouviu falar de compliance na saúde, está na hora de se atualizar…

2 meses ago