fbpx
Erros médicos mais comuns nas clínicas: veja como evitá-los

Os profissionais de saúde e donos de clínicas devem ficar atentos aos principais erros médicos. Afinal, esses problemas afastam os pacientes e prejudicam a gestão do negócio.

Quando um consultório não apresenta falhas que influenciam as consultas e o atendimento, é possível causar uma boa impressão aos visitantes e criar um ambiente agradável e receptivo. Nesse momento, uma recepção de qualidade complementará essa experiência, garantindo a satisfação do paciente. Para atingir esse objetivo, apresentaremos alguns dos erros mais comuns e explicaremos como evitá-los. Acompanhe!

Quais são os erros médicos mais comuns?

O paciente que contrata um serviço de saúde deseja se sentir cuidado por alguém que está apto para solucionar os seus problemas da melhor forma possível. Porém, se ele não é bem atendido ou não recebe um bom tratamento, provavelmente, ficará decepcionado e insatisfeito.

Geralmente, esses imprevistos surgem devido à má administração da clínica ou consultório, o que afeta o atendimento, a produtividade das secretárias e entre outras tarefas. No entanto, a medicina é uma área bastante complexa. Por isso, há uma preocupação para minimizar qualquer problema nos processos dessa profissão. Diante disso, é interessante conhecer os erros médicos mais comuns a fim de preveni-los. Então, veja quais são eles!

Erros no preenchimento de prontuários

Esse problema interfere não apenas no atendimento, mas também, as suas consultas futuras. Isso porque a falta de informação no prontuário médico ou uma anotação errada por parte do profissional, afetará o diagnóstico.

Portanto, evite esse problema redobrando a atenção na hora do preenchimento desse documento e estando atento a queixa do paciente.

Atrasar o tratamento

Geralmente, os atrasos de tratamentos ocorrem quando o paciente não realizou os exames necessários a tempo ou durante o processo de diagnóstico. Essa situação também acontece quando o profissional de saúde recebe um resultado de exame inconclusivo.

Contudo, esse problema é consequência de uma má comunicação, falha humana e mau planejamento. Por isso, é fundamental investir em métodos que otimizam o trabalho do médico e aperfeiçoam a comunicação com os pacientes. Assim, o relacionamento entre esses indivíduos ficará mais próximo e claro. No entanto, caso note que o estado do paciente é grave, não deixe de tomar as providências necessárias para não gerar problemas mais preocupantes.

Negligenciar a administração do consultório

O sonho de muitos médicos é ter sua própria clínica, porém, essa tarefa não é fácil. Afinal, ele precisará cuidar dos pacientes e da administração do seu negócio. Contudo, é comum o profissional não conseguir gerir todos os processos e negligenciar algumas atividades.

Para melhorar isso, faça cursos e treinamento sobre gestão ou contrate especialistas para fazer por você. Assim, é possível atender os pacientes com mais eficiência e controlar os processos da sua clínica. Ainda, conte com ferramentas que facilitam a gestão. Essas tecnologias são grandes aliadas da área da saúde e atuam para evitar erros médicos que prejudicam o negócio.

Não fornecer um atendimento humanizado

O trabalho dos profissionais de saúde é muito corrido e muitos médicos não se dedicam 100% a cada paciente. Essa situação desagrada diversas pessoas e faz com que elas busquem outros especialistas.

Por mais que a rotina seja muito corrida, é fundamental se manter focado nas consultas e atender as necessidades dos indivíduos. Isso porque eles procuram você para serem ouvidos e solucionarem a sua queixa. Nesse momento, é interessante aplicar um atendimento humanizado. Essa prática evolui o relacionamento entre o médico e o paciente, melhora a imagem da sua instituição de saúde e fideliza pacientes.

Armazenar dos dados dos pacientes sem segurança

Hoje, o prontuário de papel e arquivos físicos ainda são muito utilizados por diferentes clínicas e consultório. No entanto, eles são formas pouco seguras de armazenamento. Além disso, essa prática traz muitos riscos, como perda e rasurarão de documentos, vazamentos e roubo de dados.

Por isso, é fundamental garantir a segurança da informação nas instituições de saúde a fim de evitar maiores erros médicos. Dessa forma, os dados dos pacientes são protegidos por meio de servidores seguros e um sistema criptografado.

Outra questão importante diz respeito a coleta, armazenamento e tratamento dos dados sensíveis dos pacientes, algo que é regulamentado pela LGPD. A Lei Geral de Proteção de Dados resguarda a privacidade das pessoas físicas. Então, as clínicas que não aderirem às exigências dessa norma podem sofrer sanções e multas, colocando em risco a sua imagem no mercado.

Realizar uma análise equivocada de exames

A análise equivocada de exames acontece por diferentes motivos, como a alta demanda da rotina do consultório, a falta de atenção ou especialização do profissional e a ausência de atualização das ferramentas da clínica.

Para evitar com que isso aconteça, é interessante contar com recursos tecnológicos eficientes, que otimizam as tarefas médicas. Ainda, vale a pena investir em cursos para proporcionar um atendimento mais completo ao paciente e também, contratar profissionais especializados para realizar uma demanda específica.

Como evitar esses erros médicos?

Além das soluções citadas acima, existem algumas ferramentas que auxiliam na gestão e previnem os erros médicos, como os softwares médicos. Esse recurso fornece muitas funcionalidades que melhoram o atendimento ao paciente e garantem a sua satisfação. Uma delas é o prontuário eletrônico. Nele, o profissional de saúde inclui todas as informações dos pacientes e as armazena na nuvem. Assim, o consultório reduz os seus gastos com armários, gavetas, tintas e papéis, melhorando o ambiente da clínica.

Além disso, um sistema médico previne problemas de gerenciamento, pois, fornece mais agilidade e organização nas tarefas. Com isso, o consultório automatiza os serviços que seriam feitos na mão e ganha tempo para as secretárias realizarem atividades mais importantes, como a recepção do paciente. Ainda, o médico é capaz de se preocupar somente com o atendimento ao paciente.

Agora que você conhece os erros médicos mais comuns e sabe como evitá-los, aplique as dicas apresentadas. Desse modo, seus pacientes ficarão satisfeitos com o seu serviço, a sua clínica garantirá uma gestão eficiente e, consequentemente, terá mais ganhos financeiros.

Quer conferir, na prática, como funciona um software médico? Experimente gratuitamente o sistema 4Medic e veja seus benefícios!

Evite os erros médicos mais comuns com um software de gestão para clínicas!
Evite os erros médicos mais comuns com um software de gestão para clínicas!

Tags: | | |

Sobre o Autor

Carolina Sossai Cardoso
Carolina Sossai Cardoso

Formada em Publicidade e Propaganda | Produtora de conteúdo otimizados (SEO), Copywriter e Redatora.

Em conformidade com Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e GDPR, este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar e personalizar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Para mais detalhes acesse nossa Política de Privacidade.