fbpx
Conheça o que é a Medicina Integrativa e qual a sua importância

Quer adquirir um pouco mais de conhecimento e entender tudo sobre a medicina integrativa? Se você também tem interesse em implementar essa prática no seu consultório, este conteúdo é para você!

A medicina integrativa é uma alternativa para expandir os serviços da sua clínica médica e também, potencializar a experiência do paciente. Essa prática traz novas formas de realizar exames e tratamentos, garantindo mais qualidade na consulta e no bem-estar das pessoas. 

Atualmente, a medicina integrativa tem respaldo da Organização Mundial da Saúde (OMS) e está inclusa na categoria de tratamentos complementares ou alternativas em relação à medicina convencional. 

Continue lendo e confira tudo sobre o tema! 

O que é a Medicina Integrativa? 

A medicina integrativa trata-se de uma prática terapêutica que usa um conjunto de abordagens para tratar os pacientes. Essas práticas incluem a medicina tradicional, bem como a medicina natural e a medicina complementar. 

A Medicina Integrativa pode ser usada para tratar uma variedade de condições, incluindo o câncer, a artrite, a dor crônica e o estresse. 

Nesse método o paciente é visto como um ser biopsicossocial — isso significa que ele busca diferentes formas de melhorar sua saúde mental e física, preservando seu desenvolvimento cognitivo e seu bem-estar. 

Objetivos da medicina integrativa  

De modo geral, essa prática procura oferecer um tratamento mais flexível e humanizado para o paciente. Com isso, ela diversifica os métodos de tratamento de modo a atender as necessidades e particularidades de cada indivíduo. 

Geralmente, a medicina tradicional acaba introduzindo algumas práticas similares a medicina integrativa, principalmente na psicologia e nutrição. É comum que pacientes com doenças crônicas ou terminais — em que não há chance de cura —, mas sim controle dos danos, busquem por alternativas na Medicina.

💡  Leia também: Atendimento Humanizado: como adaptar sua clínica e quais os benefícios

Práticas inclusas na medicina integrativa:

  • Meditação;
  • Yoga;
  • Estratégias de redução do estresse;
  • Dietas alimentares específicas; 
  • Exercícios respiratórios;
  • Massagens;
  • Alongamentos;
  • Práticas terapêuticas com ajuda de profissionais. 

Qual a importância da medicina integrativa na área da saúde? 

A medicina integrativa é importante porque ela pode ajudar os pacientes a se sentirem melhor e a serem mais saudáveis através de um olhar mais holístico, ou seja, através de uma abordagem que atende corpo, mente e aspectos sociais. Ela também pode atuar na diminuição uso de medicamentos convencionais — que geralmente causam efeitos colaterais.

Além disso, essa prática da medicina busca atender o paciente como um todo, olhando para todos os pontos na saúde da pessoa. Uma prática da medicina integrativa que cada vez mais médicos conversacionais aplicam em suas consultas são os questionamentos sobre o sono da pessoa, alimentação, rotina etc. Essas atitudes potencializam o diagnóstico do paciente

Hoje, essa terapia alternativa tem se tornado realidade em diversos consultórios médicos e até mesmo dentro dos hospitais. Já foi comprovado que utilizar diferentes formas de cura pode potencializar o tratamento dos pacientes e obter resultados positivos, principalmente, porque essa modalidade abrange diversos pontos da vida de uma pessoa. 

Vale lembrar que a medicina integrativa serve de apoio para doenças graves ou crônicas, como problemas cardíacos e câncer. Portanto, unir essa prática com a medicina tradicional é possível prevenir doenças e manter a qualidade de vida dos pacientes. 

edicina Integrativa: o que é, sua importância e princípios

Quais são os princípios da medicina integrativa? 

Até aqui, você já aprendeu o que é a medicina integrativa e como ela é importante para os profissionais de saúde e clínicas, não é mesmo? Diante disso, vamos apresentar alguns dos seus princípios, que guiam muitos profissionais que atuam na área.

Veja: 

  • Reconhecimento da importância da mente, corpo e espírito; 
  • Entendimento de que a Medicina tradicional não é capaz de lidar com todos os quadros clínicos;
  • Reconhecimento da importância da natureza e do meio ambiente na saúde; 
  • Conhecimento da necessidade de o paciente ter participação ativa no seu processo de recuperação ou prevenção de doenças;
  • Reconhecimento da importância da comunidade e da consulta na saúde;
  • Uso de métodos e terapias naturais, não invasivas sempre que possível;
  • Estabelecimento de uma abordagem interdisciplinar comprometida com o processo.

Quais são as vantagens da medicina integrativa?

Diante das possibilidades dessa terapia alternativa para a melhora da saúde dos pacientes, ela apresenta diversas vantagens. Mesmo que o caso da pessoa seja grave, a medicina integrativa atuará trazendo melhorias em relação à saúde física e mental. 

Nesse contexto, os métodos podem ser alinhados com os objetivos do paciente e com o que ele acredita — envolvendo crenças, princípios e filosofias. Desse modo, o tratamento é capaz de proporcionar mais esperança, sensação de bem-estar e uma maior chance de recuperação

Além de tudo, o paciente pode se sentir mais responsável pela própria saúde, criando uma sensação de auto-cura. Isso também traz a pessoa mais próxima de si mesma, conhecendo seu corpo e saúde.

Outras vantagens da medicina integrativa incluem: 

  • Redução do uso de medicamentos convencionais e que causam efeitos colaterais;
  • Prevenção de outras doenças que poderiam vir a acontecer;
  • Melhora no funcionamento do intestino e sistema digestivo devido à algumas de suas práticas.
  • Ajuda com os custos de tratamentos;
  • Reduz a realização de procedimentos invasivos;
  • Potencializa o trabalho médico em equipe e a relação médico-paciente

Como implementar a medicina integrativa na sua clínica?

Como a medicina integrativa permite o trabalho entre diferentes áreas da saúde, o primeiro ponto para utilizar esta modalidade na sua clínica é oferecer múltiplas modalidades de atendimento ao seu paciente.

Um dos principais benefícios de se utilizar esta prática na sua clínica é a fidelização do paciente, que encontrará em um só lugar todo o tratamento necessário. A experiência do seu paciente será a melhor e isso aumentará ainda mais a sua satisfação.

Ainda que os tratamentos não sejam oferecidos integralmente no seu espaço, é importante estudar e validar que o tratamentos proposto seja baseado e compartilhado por profissionais da sua confiança, para que o resultado seja satisfatório. Além da sua indicação para profissionais e consultórios que irão complementar suas indicações de tratamentos, você também poderá ser indicado, aumentando assim sua carteira de clientes.

Agora que você sabe o que é a medicina integrativa e todos os aspectos que englobam essa modalidade da área da saúde, é possível reconhecer a sua relevância bem como a importância de aplicá-la na medicina tradicional, sendo um complemento dos tratamentos realizados em clínicas e consultórios.

Tags:

Sobre o Autor

Carolina Sossai Cardoso
Carolina Sossai Cardoso

Especialista em Marketing Médico | Produtora de conteúdo voltado para a área da saúde, gestão de clínicas e software médico.

Solicite uma demonstração.

Preencha o formulário abaixo e um de nossos consultores entrará em contato para apresentar tudo o que podemos fazer pela sua clínica ou consultório.