fbpx
Médico Generalista e médico especialista: entenda a diferença

Se você está cursando medicina ou está no início da carreira, já sabe se quer ser um médico generalista ou médico especialista?

Muitas pessoas não entendem a real diferença dessas duas áreas, gerando diversas dúvidas em estudantes e profissionais de saúde, principalmente, naqueles estudantes que também se interessam por várias áreas da medicina.

No entanto, é importante decidir para qual área da saúde você deseja trabalhar, a fim de se aprofundar em alguma delas ou ser um profissional generalista.

Neste artigo, apresentaremos a diferença entre cada uma delas, explicando todos os detalhes que você precisa saber para tomar sua decisão e seguir uma carreira de sucesso. Boa leitura!

Diferença entre médico generalista e médico especialista

Os conceitos de médico generalista e médico especialista parecem simplistas, mas por trás de cada área existe um profissional que dedica seu tempo se aprofundando em estudo e atendimento para sanar dúvidas e problemas profundos.

O médico generalista é aquele que se especializa em clínica geral e está capacitado para indicar cuidados mais generalistas e realizar diagnósticos. Já o médico especialista, é aquele que fez especialização em alguma área específica da medicina e está pronto para atender pessoas com problemas nesta sua área.

Continue a leitura e entenda mais a seguir.

Médico especialista

O especialista é aquele profissional que fez residência médica ou algum curso de especialização para seguir um ramo específico da Medicina. Portanto, ele domina tudo que precisa realizar sua profissão. Algumas áreas de atuação do profissional especialista são:

  • Oncologia;
  • Dermatologia;
  • Anestesiologia;
  • Ortopedia;
  • Neurologia;
  • Endocrinologia e entre outros.

Ao se aprofundar em áreas como essas, o profissional é capaz de atender pacientes com queixas nesses segmentos da saúde. Desse modo, ele pode diagnosticar diversas doenças relacionadas a sua área da especialização e indicar tratamentos certos para cada problema encontrado. Ainda, ele pode recomendar medidas preventivas para o paciente evitar que determinada doença ou condição se manifeste.

Médico generalista

O generalista é aquele profissional que tem especialização em clínica geral ou saúde de família. Mas, ele também pode não ter nenhuma especialidade e atuar apenas com o registro no Conselho Regional de Medicina e com a graduação completa em medicina.

Sendo assim, ele é capaz de fazer diagnósticos e recomendar cuidados como um clínico geral, avaliando o paciente de maneira integral sem observar uma área específica.

Importância desses profissionais

Apesar das diferenças claras entre o médico generalista e médico especialista, isso não significa que um é melhor que o outro. Cada um deles tem a sua importância na área da saúde. Entenda!

Médico especialista

O especialista é fundamental, pois atua em um ramo específico, podendo oferecer todo o seu conhecimento e habilidades para tratar um problema específico dos pacientes.

Neste caso, eles se dedicam a uma especialização ou residência, sendo capazes de atuar em áreas dedicadas, como as que citamos anteriormente. Com uma especialização, ele também sabe lidar com situações específicas que um médico generalista provavelmente teria mais dificuldade.

Por exemplo, um clínico geral não tem formação para aplicar todos os tratamentos específicos de problema ou síndrome de uma determinada área. Como o seu próprio nome diz, ele tem um conhecimento amplo e geral sobre a medicina e suas diversas áreas.

Médico generalista

O generalista é aquele profissional que pode atender em plantões médicos, identificando doenças simples, sem precisar de um conhecimento especializado.

Além disso, ele tem grande importância na saúde familiar, dedicando-se ao cuidado de pacientes em regiões carentes, por exemplo. Geralmente, os médicos generalistas atuam junto ao SUS (Sistema Único de Saúde) e plantões de prontos-socorros, prestando atendimento em CTI e salas de parto.

Este tipo de profissional normalmente acaba acompanhando por um longo tempo, toda uma geração de pessoas de uma família, ou ainda, pode avaliar os pacientes de forma mais abrangente.

Devo ser um médico generalista ou especialista?

Não saber qual carreira seguir é muito normal entre os profissionais de saúde que se interessam por uma ou mais áreas da saúde, ou estudantes de medicina. Como citamos, a diferença entre o médico generalista e médico especialista é, basicamente, nas áreas em que cada um atua e na formação.

O generalista precisa concluir o curso de Medicina e o especialista deve realizar residência médica ou obter uma especialização por meio de uma pós-graduação ou curso.

No entanto, essa diferença também não significa que o médico generalista tem apenas graduação em Medicina. Isso porque nada impede de ele se especializar em alguma área da saúde e continuar atuando como generalista. Existem médicos que fazem isso para se aprofundar em mais de uma especialidade e crescer na profissão.

Sendo assim, para você decidir qual área seguirá é importante definir os seus objetivos de carreira e propósitos. Então, aproveite cada momento da sua graduação ou trabalho para ter contato com diferentes áreas e identificar aquela que você mais gosta e deseja seguir.

Ainda, você pode iniciar sendo um médico generalista e depois se aprofundar em uma área que você teve afinidade. O fato é que toda carreira tem seus desafios e estar preparado é um grande diferencial.

A seguir, entenda onde o generalista pode atuar e descubra se ele pode ter o próprio consultório!

Onde o médico generalista pode atuar?

O médico generalista faz toda a parte mais “simples”, porém extremamente importante, dos procedimentos de saúde, realizando diagnósticos, prescrição de tratamentos, interpretação e pedidos de exames. Essa parte você já deve estar entendendo de cór, não é mesmo?

É por isso que muitos deles atuam nos postos de saúde, hospitais e prontos-socorros. Esse profissional também pode realizar concursos públicos e ingressar na carreira médica do governo, sendo um médico do exército, por exemplo.

O médico generalista pode abrir consultório?

A questão que mais recebemos por aqui é essa: o médico generalista pode abrir sua própria clínica? A resposta é simples: SIM. Ele pode atender em consultórios e ter seu negócio.

No Brasil, não há nenhuma restrição em relação ao atendimento do médico generalista. Por isso, ele pode atender em diferentes locais além daqueles da sua própria atuação.

Portanto, se você está com dúvidas sobre qual ramo seguir, o mais interessante é que você pode iniciar sua carreira sendo um generalista, abrir seu consultório, conquistar e atender seus pacientes e se tornar referência no atendimento à família.

Ou ainda, durante essa jornada, se aprofundar em novos conhecimentos e se tornar um especialista, potencializando ainda mais sua empresa e carreira.

Se abrir seu negócio é um dos seus objetivos, não deixe de contar com ferramentas de gestão de clínicas, que ajudam você a controlar seus atendimentos, com recursos como agenda médica e prontuário eletrônico. Além disso, é possível obter muitas vantagens utilizando um sistema médico. Assim, fica mais fácil trabalhar na área da saúde, satisfazendo seus pacientes e otimizando seu negócio.

💡 Leia também: Como um software médico pode ajudar na gestão de clínicas populares

Gostou deste conteúdo? Aproveite e experimente gratuitamente o software médico 4Medic com Telemedicina, para você realizar seus atendimentos sem sair de casa!

Tags:

Sobre o Autor

Carolina Sossai Cardoso
Carolina Sossai Cardoso

Especialista em Marketing Médico | Produtora de conteúdo voltado para a área da saúde, gestão de clínicas e software médico.

Solicite uma demonstração.

Preencha o formulário abaixo e um de nossos consultores entrará em contato para apresentar tudo o que podemos fazer pela sua clínica ou consultório.