(35) 3713-2218 / (35) 98866-1902

Bula do Medicamento Aerocort

Aerocort - Bula do remédio

Aerocort com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Aerocort têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Aerocort devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Glenmark

Apresentação de Aerocort

Solução com propelente aerossol dosimetrado: frascos contendo 200 doses.

Aerocort - Indicações

Por apresentar um rápido início de ação, é particularmente adequado para o tratamento e prevenção de ataque na asma leve e para o tratamento de exacerbações agudas na asma moderada e grave. Broncodilatadores não devem ser a única ou principal forma de tratamento para pacientes com asma severa ou instável. A asma severa requer avaliação médica regular, uma vez que pode levar à morte. Pacientes com asma severa apresentam sintomas contínuos e exacerbações constantes, além da limitação da capacidade física e valores do pico de fluxo abaixo de 60% do previsto com variabilidade maior que 30%, usualmente não retornando ao normal após o uso de broncodilatadores. Estes pacientes necessitam de corticosteróides orais e inalatórios em doses altas (por exemplo: > 1mg/dia de beclometasona). O salbutamol, mesmo com o tratamento prévio com corticosteróides, ainda representa medicação essencial no tratamento de exacerbações agudas, também em pacientes com asma grave. Se a resposta a esta medicação de resgate não for imediata ou completa, é necessário buscar uma orientação médica urgente. O salbutamol promove uma broncodilatação de curta ação (4 horas), com rápido início de ação (dentro de 5 minutos) em obstrução reversível das vias aéreas devido à asma, bronquite crônica e enfisema. É adequado para tratamentos de longa duração, no alívio e prevenção dos sintomas asmáticos. O salbutamol é usado para aliviar os sintomas e para preveni-los em circunstâncias que podem precipitar o ataque asmático, como por exemplo, antes de exercícios ou exposição inevitável à alérgenos. O salbutamol é particularmente uma medicação de resgate em asma leve, moderada e grave, sendo que seu uso não atrasa a introdução ou uso regular de terapia inalatória com corticosteroide.

Contra-indicações de Aerocort

Aerogold está contraindicado em pacientes com história de hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula. Embora a administração de salbutamol pelas via intravenosa e, ocasionalmente, oral, na forma de comprimidos, seja usada no controle de parto prematuro não complicado em casos como placenta prévia, hemorragia pré-parto ou toxemia da gravidez, as formas de inalação de salbutamol não são adequadas para casos de trabalho de parto prematuro, assim as preparações com salbutamol não devem ser usadas no aborto iminente.

Advertências

O controle da asma deve ser acompanhado de um programa continuado e a resposta da paciente dever ser monitorada clinicamente pelos testes de função pulmonar. O aumento do uso de agonista ß2 de curta duração indica a deterioração do controle da asma. Sob estas condições, o planejamento de monitorização da asma deve ser reavaliado. A deterioração súbita e progressiva no controle da asma é potencialmente perigosa e o aumento da dose de corticosteróide deve ser avaliado. Em pacientes considerados em risco, deve ser instituído o monitoramento diário do pico de fluxo. O paciente deve ser alertado a procurar orientação médica, caso uma dose prévia eficaz de salbutamol, não produza o alívio esperado por pelo menos 3 horas. A técnica de inalação adotada pelo paciente deve ser checada para se certificar de que a atuação do aerossol está sincronizada com a inspiração do ar para uma melhor distribuição do fármaco aos pulmões. Aerogold deve ser administrado com precaução a pacientes portadores de tireotoxicose. Pode ocorrer hipocalemia potencialmente séria como resultado da terapia com agonistas ß2, principalmente quando administrado por via parenteral ou por nebulização. Recomenda-se um cuidado especial principalmente no tratamento da asma severa, uma vez que este efeito pode ser potencializado pelo tratamento concomitante com derivados xantínicos, esteróides, diuréticos e por hipóxia. Nestas circunstâncias, recomenda-se a monitorização dos níveis séricos de potássio.



Gravidez e lactação: a administração de drogas durante a gravidez somente deve ser efetuada se o benefício esperado para a mãe for maior do que qualquer possibilidade de risco ao feto. Raramente foram relatadas anomalias congênitas, incluindo fenda palatina e defeitos nos membros, nos filhos de pacientes tratadas com salbutamol. Algumas das mães estavam tomando medicações múltiplas durante a gravidez. Devido à inconsistência do padrão dos defeitos e à razão para anormalidade congênita ser 2-3%, uma relação com o uso de salbutamol não pode ser estabelecida. Como o salbutamol é provavelmente secretado no leite materno, o seu uso em lactantes não é recomendado, a menos que os benefícios esperados prevaleçam sobre qualquer risco potencial. Não é conhecido se o salbutamol no leite materno tem um efeito prejudicial ao neonato.

Interações medicamentosas de Aerocort

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
O salbutamol e os ß-bloqueadores não seletivos, como o propranolol, não devem ser administrados concomitantemente. O salbutamol não está contraindicado em pacientes recebendo tratamentos com inibidores da monoaminoxidase (IMAOs).

Reações adversas / Efeitos colaterais de Aerocort

Aerogold pode causar um discreto tremor da musculatura esquelética, sendo as mãos geralmente mais claramente afetadas. Este efeito está relacionado com a dose e é comum a todos os estimulantes ß. Ocasionalmente, foram relatadas cefaléias. Podem ocorrer, em alguns pacientes, uma vasodilatação periférica e um pequeno aumento compensatório na frequência cardíaca. Muito raramente foram relatadas reações de hipersensibilidade incluindo angioedema, exantema, urticária, broncoespasmo, edema de faringe, hipotensão e colapso. Foram relatadas muito raramente cãibras musculares. Foram relatados ainda angina, vômito, tontura, estimulação do SNC, gosto incomum, secura e irritação da orofaringe, palpitações, aumento da pressão arterial. Como em outras terapias inalatórias, pode ocorrer o broncoespasmo paradoxal, com um aumento imediato na ofegação após a administração. Deve-se tratar estes casos imediatamente, com uma forma de apresentação alternativa ou com um broncodilatador de ação rápida. O uso de Aerogold deve ser interrompido imediatamente, o paciente deve ser avaliado, e, se necessário, uma terapia alternativa deve ser instituída. Terapias com agonistas dos receptores ß2 podem resultar em hipocalemia potencialmente séria. Casos de hiperatividade foram raramente descritos em crianças, semelhante ao que ocorre em outros tratamentos com agonistas de receptores ß2. Podem ocorrer casos de irritação da boca e garganta com a administração de salbutamol em aerossol. Pode ocorrer taquicardia em alguns pacientes.

Aerocort - Posologia

Aerogold deve ser administrado apenas pela via oral de inalação. O salbutamol tem um tempo de duração de ação de 4 a 6 horas na maioria dos pacientes. O aumento do uso de agonistas dos receptores ß2 pode significar um agravamento da asma. Sob estas condições deve-se fazer uma reavaliação do plano de terapia do paciente e a terapia concomitante com glicocorticóides deve ser considerada. Como podem existir reações adversas associadas à administração de doses excessivas, a dosagem ou freqüência de administração só deve ser aumentada com orientação médica.


Alívio do broncoespasmo agudo ou crises de asma:
Adultos: 100 mcg ou 200 mcg (1 ou 2 inalações).
Crianças: 100 mcg, podendo ser aumentada para 200 mcg, caso necessário.
Prevenção da alergia ou broncoespasmo provocado por exercícios físicos:
Adultos: 200 mcg (2 inalações) antes do exercício.
Crianças: 100 mcg (1 inalação) antes do exercício, podendo ser aumentada para 200 mcg (2 inalações), caso necessário.

Terapia crônica:
Adultos: até 200 mcg (2 inalações), quatro vezes ao dia. Crianças: até 200 mcg, quatro vezes ao dia.
O uso de Aerogold não deve exceder quatro vezes diárias. A necessidade do uso de qualquer terapia suplementar ou um aumento súbito na dose é indicativo de agravamento da asma.

Superdosagem

O antídoto de escolha em casos de superdosagem com o salbutamol é um agente ß-bloqueador cardioseletivo. ß-bloqueadores devem ser usados com precaução em pacientes com histórico de broncoespasmo. A hipocalemia pode ocorrer após administração de superdose de salbutamol. Os níveis de potássio no soro devem ser monitorados.

PACIENTES IDOSOS
Não existem contraindicações ou precauções específicas para os pacientes idosos.

Características farmacológicas

Propriedades farmacodinâmicas
O salbutamol é um agonista seletivo dos adrenoreceptores ß2. Em doses terapêuticas, atua nos adrenoreceptores ß2 da musculatura brônquica, com pouca ou quase nenhuma ação sobre os adrenoreceptores ß1 do músculo cardíaco.
Propriedades farmacocinéticas
O salbutamol administrado pela via intravenosa tem um tempo de meia-vida de 4 a 6 horas e é parcialmente depurado pelos rins e parcialmente metabolizado ao inativo 4?-O-sulfato (sulfato fenólico), o qual é excretado principalmente através da urina. As fezes representam uma via menor de excreção. A maior parte da dose de salbutamol administrada pelas vias intravenosa, oral ou inalatória é excretada em 72 horas. O salbutamol encontra-se ligado às proteínas plasmáticas numa proporção de 10%. Após administração pela via inalatória, 10 a 20% da dose alcança as vias aéreas inferiores. O restante fica retido no dispositivo de liberação ou é depositado na orofaringe, por onde é deglutido. A fração depositada nas vias aéreas é absorvida através dos tecidos pulmonares e na circulação, não sendo metabolizada pelos pulmões. Ao alcançar a circulação sistêmica, o fármaco se torna vulnerável ao metabolismo hepático e é excretado principalmente através da urina como droga inalterada e como sulfato fenólico. A porção da dose inalada que é deglutida é absorvida pelo trato gastrintestinal e sofre uma metabolização considerável de primeira passagem a sulfato fenólico. Tanto a droga inalterada como o conjugado é excretado principalmente através da urina.

Dizeres legais

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.



Nº do lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.
Farmacêutica Responsável: Luciana Righetto CRF/SP 32.968 - MS 1.1013.0043.001-9

Fabricado e embalado por: Medispray Laboratories Private Ltd.
Kundaim, Goa, Índia - Sob licença de: Cipla Ltd., Índia

Importado e distribuído por: Glenmark Farmacêutica Ltda.
Rua Alexandre Dumas, 1711 - São Paulo - SP
CNPJ 44.363.661/0001-57
Indústria Brasileira

Aerocort - Bula para o Paciente

Ação esperada do medicamento: Aerogold é indicado no alívio e/ou prevenção do espasmo brônquico associado às crises de asma, bronquite crônica e enfisema.
Cuidados de armazenamento: mantenha o medicamento na embalagem original, em temperatura ambiente (entre 15oC e 30oC), protegido da luz e umidade. Como a maioria dos medicamentos na forma de aerossol, o efeito terapêutico destes medicamentos pode ser prejudicado quando o frasco se encontra sob baixas temperaturas. A lata de Aerogold é pressurizada. Não tente furá-la, quebrá-la ou queimá-la, mesmo quando vazia. Não jogue no incinerador.
Prazo de validade: o prazo de validade é de 24 meses, contados a partir da data de fabricação, e encontra-se impresso na embalagem externa do produto, juntamente com o número do lote. Não utilize medicamentos que estejam fora do prazo de validade, pois o efeito desejado pode não ser obtido.
Gravidez e lactação: informe ao seu médico a ocorrência de gravidez, na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se está amamentando.
Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Instruções de uso: antes de usar Aerogold, leia atentamente as instruções abaixo.
Testando o seu inalador: antes de usar pela primeira vez, ou se seu inalador não tiver sido usado por uma semana ou mais, remova o protetor do bocal apertando, delicadamente, as laterais do protetor. Agite bem o inalador e libere um jato de ar, para certificar-se de que funciona.

INSTRUÇÕES PARA LIMPEZA:
Lavar seu inalador pelo menos uma vez por semana. Se seu inalador estiver com o funcionamento prejudicado, siga as instruções de limpeza abaixo:
1.Retire o frasco de alumínio do recipiente plástico e remova a tampa do bocal.
2.Enxágüe com bastante água morna corrente. Se você notar um acúmulo do medicamento ao redor do bocal, não tente desobstruir com objetos pontiagudos, como um alfinete. Um detergente neutro pode ser adicionado


à água. Então, enxágue bem com água limpa antes de secar. Não coloque o frasco de alumínio na água.
3. Deixe secar o interior e o exterior do recipiente plástico. 4. Recoloque o frasco de alumínio e a tampa do bocal.
Usando seu inalador:

Não execute os estágios 4 e 5 de forma apressada. É importante que o seu inalador seja acionado no mesmo momento da inalação (inspiração). Isto é conseguido por meio de uma rápida e vigorosa sucção no bocal. Pratique todos os passos da instrução em frente a um espelho nas primeiras vezes. Como com todos os medicamentos em aerossol, é aconselhável testar o acionamento do inalador antes de usá-lo pela primeira vez e sempre que o aerossol não for usado por uma semana ou mais. O escape de partículas, formando uma fina nuvem acima do inalador, durante a administração do medicamento, indica falha na aplicação. Isto significa, então, que tudo deve ser repetido a partir do estágio 3.
Se seu médico lhe deu instruções diferentes para usar seu inalador como, por exemplo, o uso de espaçadores, siga-as cuidadosamente. Diga ao seu médico se tiver qualquer dificuldade.

Crianças
Crianças pequenas podem precisar de ajuda e os adultos podem precisar operar o inalador por elas. Incentive a criança a expirar e acione o inalador imediatamente após a criança começar a inspirar. Pratiquem a técnica juntos. Crianças maiores ou pessoas com as mãos fracas devem segurar o inalador com ambas as mãos. Coloque os dois indicadores no topo do inalador e ambos os polegares na base abaixo do bocal.
Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reações Adversas:
Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como aumento na frequência dos batimentos do coração. Tal reação não é frequente e está associada à inalação de doses elevadas. São facilmente controladas sem necessidade de qualquer tratamento. Raramente é motivo para interrupção do uso do medicamento.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão concomitante de outras substâncias: informe ao seu médico sobre qualquer outro medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
Contraindicações: o uso de Aerogold é contraindicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida a qualquer componente da fórmula.
Habilidade de dirigir e operar máquinas: não existem estudos sobre o efeito deste medicamento na habilidade de dirigir e operar máquinas.



NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Data da bula

30/11/2017

Bulário Eletrônico

Bulário 4medic, contém tudo o que é preciso saber sobre o remédio como indicações, dosagem/posologia, efeitos colaterais, contraindicações, advertências, precauções e armazenamento de forma simples e intuitiva.