(35) 3713-2218 / (35) 98866-1902

Bula do Medicamento Cevita

Cevita - Bula do remédio

Cevita com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Cevita têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Cevita devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Teuto

Apresentação de Cevita

Solução injetável 100mg/mL
Embalagens contendo 100 e 120 ampolas com 5mL.

Contra-indicações de Cevita

Cevita® é contraindicado a pacientes que apresentam litíase urinária oxálica e úrica, insuficiência renal e hipersensibilidade conhecida ao ácido ascórbico ou a qualquer outro componente da fórmula.

Categoria de risco na gravidez: Categoria A.
Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Advertências

O uso de Cevita® em pacientes renais crônicos deve ser avaliado. Doses elevadas de vitamina C, por tempo prolongado, podem ocasionar escorbuto de rebote e em pacientes predispostos, doses superiores a 1g ao dia podem desencadear aparição de litíase oxálica ou úrica.
Cevita® pode ser administrado durante a gravidez e/ou lactação. Entretanto, deve-se ter cuidado para não ultrapassar o nível máximo de segurança, estabelecido em 1g ao dia.
Não há restrições quanto ao uso de Cevita ® em pacientes idosos, deve-se seguir as mesmas orientações dadas para os adultos.

Categoria de risco na gravidez: Categoria A.
Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas de Cevita

Contraceptivos orais e corticosteróides: Podem reduzir os níveis de vitamina C no organismo. Ácido acetilsalicílico, barbitúricos e tetraciclina: Aumentam a excreção de vitamina C na urina.
A acidificação urinária produzida pelo ácido ascórbico pode facilitar a precipitação de cristais de sulfonamidas e seus metabólitos.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Cevita

Dificilmente ocorrem reações adversas com o uso de vitaminas, entretanto doses mais elevadas de ácido ascórbico podem causar diarreia e discreto aumento da frequência urinária. Devido ao ácido ascórbico ter propriedades antioxidantes, podem ocorrer interferências com testes laboratoriais cujas reações se baseiam em oxidação e redução. Nos diabéticos, pode ocorrer falseamento na dosagem de açúcar na urina.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária ? NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Cevita - Posologia

Cevita® pode ser usado por via intravenosa ou intramuscular. A aplicação da injeção deve ser feita por um profissional competente, observando-se as devidas informações técnicas.
A aplicação intramuscular deve ser feita lentamente e de preferência deve ser feita nas nádegas.
Para aplicação intravenosa as soluções de ácido ascórbico são fisicamente compatíveis e estáveis por 24 horas com os seguintes diluentes: Solução fisiológica 0,9%, glicose 5%, solução glico fisiológica, solução de Ringer e de Ringer lactato.


É difícil determinar uma exata dosagem de ácido ascórbico para o tratamento de suas deficiências. Em geral doses terapêuticas não devem exceder o recomendado como doses diárias, assim como em pessoas saudáveis que fazem uso preventivo. Necessidade média usual:
-Adultos: 50 a 60mg/dia,
-Crianças: 40mg/dia,
-Gestantes e Lactantes: 60mg/dia. Necessidade relativa a casos de doenças:
-Escorbuto: 300mg a 1g/dia
-Estados de deficiência: 200 a 500mg/dia Salvo recomendação médica podem-se utilizar doses maiores.
A dosagem exata e a via de administração para adultos e crianças deverão ser definidas a critério médico.

Superdosagem

Altas doses de Cevita® podem levar à formação de cálculos renais resultantes da excreção excessiva de oxalato, escorbuto de rebote nos filhos de mães que ingerem doses elevadas e um fenômeno semelhante quando indivíduos que consomem grandes quantidades de vitamina C deixam de fazê-lo.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Características farmacológicas

-Características químicas: O ácido ascórbico é uma cetolactona de seis carbonos, estruturalmente relacionada com a glicose e outras hexoses. Ele é oxidado reversivelmente no organismo em ácido desidroascórbico, o qual confere a atividade integral da vitamina C. O termo vitamina C é utilizado como descrição genérica de todos os compostos que exibem atividade biológica qualitativa ao ácido ascórbico.
-Propriedades Farmacodinâmicas: O ácido ascórbico e seu metabólito, o ácido diidroascórbico, formam um sistema redox reversível envolvido em muitas reações enzimáticas. O ácido ascórbico funciona como um cofator- em várias das reações de hidroxilação e amidação, através da transferência de elétrons para enzimas que fornecem equivalentes redutores. O ácido ascórbico desempenha um papel fundamental na produção de hidroxiprolina que, por sua vez, é essencial para o desenvolvimento do colágeno. A vitamina C pode aumentar a absorção de ferro, principalmente em estados de carência.
- Propriedades Farmacocinéticas: A absorção ocorre no intestino; porém reduz-se com largas doses, de modo que quantidades crescentes ingeridas são excretadas quando a concentração plasmática máxima é atingida. O ácido ascórbico encontra-se presente no plasma, distribuindo-se de modo uniforme e ao mesmo tempo pelas células do organismo. Sofre biotransformação hepática e excreção renal; pode se r removido por hemodiálise.

Armazenagem

O produto deve ser mantido em sua embalagem original, conservado em temperatura ambiente (15 a 30°C). Proteger da luz e umidade.
Este medicamento tem validade de 24 meses a partir da data de sua fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vi de embalagem.


Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Cevita® é uma solução límpida incolor a amarelada.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

M.S. no 1.0370.0204
Farm. Resp.: Andreia Cavalcante Silva
CRF-GO no 2.659
LABORATÓRIO
TEUTO BRASILEIRO S/A.
CNPJ ? 17.159.229/0001 -76
VP 7-D Módulo 11 Qd. 13 ? DAIA
CEP 75132-140 ? Anápolis ? GO
Indústria Brasileira

Cevita - Bula para o Paciente

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Cevita® é contraindicado a pacientes que apresentam litíase urinária oxálica e úrica (cálculo renal), insuficiência renal (mau funcionamento dos rins) e hipersensibilidade (alergia) conhecida ao ácido ascórbico ou a qualquer outro componente da fórmula.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
O uso de Cevita® em pacientes renais crônicos deve ser avaliado. Doses elevadas de vitamina C, por tempo prolongado, podem ocasionar escorbuto de rebote (doença provocada pela carência de vitamina C caracterizada pelo sangramento das gengivas) e em pacientes predispostos, doses superiores a 1g ao dia, podem desencadear aparição de litíase oxálica ou úrica (cálculo renal). Informe ao médico se tem algum problema hepático ou renal.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Contraceptivos orais (anticoncepcionais) e corticosteróides podem reduzir os níveis de vitamina C no organismo.
O ácido acetilsalicílico, barbitúricos e tetraciclina aumentam a excreção de vitamina C na urina.
A acidificação urinária produzida pelo ácido ascórbico pode facilitar a precipitação de cristais de sulfonamidas e seus metabólitos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se vocêestá fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
O produto deve ser mantido em sua embalagem original, conservado em temperatura ambiente (15 a 30°C). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vi de embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Cevita® é uma solução límpida incolor a amarelada.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte ofarmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.



Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Cevita® pode ser usado por via intravenosa ou intramuscular. A aplicação da injeção deve ser feita por um profissional competente, observando-se as devidas informações técnicas.
A aplicação intramuscular deve ser feita lentamente e de preferência deve ser feita nas nádegas.
Para aplicação intravenosa as soluções de ácido asc órbico são fisicamente compatíveis e estáveis por 24 horas com os seguintes diluentes: oluçãos fisiológica 0,9%, glicose 5%, solução glicofisiológica, solução de Ringer e de Ringer lactato.
É difícil determinar uma exata dosagem de ácido ascórbico para o tratamento de suas deficiências. Em geral doses terapêuticas não devemexceder o recomendado como doses diárias, assim como em pessoas saudáveis que fazem uso preventivo. Necessidade média usual:
-Adultos: 50 a 60mg/dia,
-Crianças: 40mg/dia,
-Gestantes e Lactantes: 60mg/dia. Necessidade relativa a casos de doenças:
-Escorbuto: 300mg a 1g/dia
-Estados de deficiência: 200 a 500mg/dia Salvo recomendação médica podem-se utilizar doses maiores.
A dosagem exata e a via de administração para adultos e crianças deverão ser definidas a critério médico.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

7.O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Caso você tenha se esquecido de utilizar uma das doses deste medicamento, utilize a dose assim que você se lembrar. Caso esteja perto do momento da utilização da próxima dose não utilize uma dose duplicada, omita a dose esquecida. Continue normalmente a utilizar as próximas doses, nos horários normais. Se tiver esquecido diversas doses, solicitamos que informe ao seu médico e siga as orientações dele.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião- dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Não se conhece um quadro de hipervitaminose C (quantidade muito elevada de vitamina C no organismo). Todavia, doses elevadas são capazes de provocar diarreia e formação de cálculos (pedras) no trato urinário.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.



9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Altas doses de Cevita® podem levar à formação de cálculos renais resultan tes da excreção excessiva de oxalato, escorbuto de rebote nos filhos de mães que ingerem doses elevadas e um fenômeno semelhante quando indivíduos que consomem grandes quantidades de vitamina C deixam de fazê-lo.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Data da bula

05/04/2017

Bulário Eletrônico

Bulário 4medic, contém tudo o que é preciso saber sobre o remédio como indicações, dosagem/posologia, efeitos colaterais, contraindicações, advertências, precauções e armazenamento de forma simples e intuitiva.