(35) 3713-2218 / (35) 98866-1902

Bula do Medicamento Espinheira Santa Herbarium

Espinheira Santa Herbarium - Bula do remédio

Espinheira Santa Herbarium com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Espinheira Santa Herbarium têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Espinheira Santa Herbarium devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Herbarium

Apresentação de Espinheira Santa Herbarium

Cápsula gelatinosa dura - Extrato seco das folhas de Maytenus ilicifolia 380mg - Embalagem com 3 blísteres contendo 15 cápsulas cada.

Espinheira Santa Herbarium - Indicações

Espinheira Santa Herbarium é indicada para o tratamento da dispepsia e como coadjuvante no tratamento de gastrite e úlcera gastroduodenal.

Contra-indicações de Espinheira Santa Herbarium

?Não existem estudos disponíveis para recomendar o uso em menores de 12 anos.
?Lactação e gravidez, pois diminui a produção de leite e pode provocar contrações uterinas.
?Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula ou a outras plantas da família Celastraceae.

Advertências

? De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este medicamento apresenta categoria de risco C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas de Espinheira Santa Herbarium

?A administração concomitante de M. ilicifolia com bebidas alcoólicas e outros medicamentos não é recomendada, pois não existem métodos disponíveis sobre as interações medicamentosas deste fitoterápico.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Espinheira Santa Herbarium

Até o momento não foram relatadas reações adversas graves ou que colo- quem em risco a saúde dos pacientes.
Raramente, podem ocorrer casos de hipersensibilidade. Neste caso, sus- pender o uso e procurar orientação médica.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em http://www.an- visa.gov.br/hotsite/notivisa/index.html ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Espinheira Santa Herbarium - Posologia

Modo de usar
As cápsulas devem ser ingeridas inteiras e com uma quantidade suficiente de água para que possam ser deglutidas.

Posologia
Administrar duas cápsulas via oral, três vezes ao dia, de oito em oito horas.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Superdosagem

Plantas ricas em taninos, como a Maytenus ilicifolia, em doses excessivas, podem causar irritação da mucosa gástrica e intestinal, gerando vômitos, cólicas intestinais e diarreia.
Em caso de superdosagem, suspender o uso e procurar orientação médica de imediato.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Características farmacológicas

Farmacodinâmica
Espinheira Santa Herbarium é constituída pelo extrato seco de espinheira santa (Maytenus ilicifolia) padronizado em taninos totais. Esta planta possui como principais constituintes químicos terpenos, taninos, ácidos fenólicos e flavonoides.

Características físicas


Cápsulas gelatinosas duras de cor creme.

Características organolépticas
Odor característico e praticamente não apresenta sabor.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo o medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Resultados de eficácia

Os estudos farmacológicos e clínicos apresentaram resultados concordantes com o uso tradicional no tratamento de queixas dispépticas, e suportam sua eficácia e segurança terapêutica como coadjuvante no tratamento de úlcera péptica e dispepsias.
Cinco diferentes amostras de Maytenus sp1, três delas a Maytenus ilicifolia, revelaram potente efeito anti-úlcera gástrica quando utilizadas por via intra- peritonial, sob a forma de liofilizados, obtidos a partir de abafados, em ratossubmetidos aos processos de úlcera induzida por indometacina ou por estresse.
Asações da Maytenus ilicifolia na úlcera péptica e gastrite envolvem mais de um mecanismo de ação e diferentes substâncias do fito complexo. Vários compostos participam do efeito protetor da mucosa gástrica, que resulta da redução da secreção basal de ácido clorídrico, bem como da secreção induzida por histamina. Sugestões de que a bomba de próton seja inibida pelo extrato não foram conclusivas.

Armazenagem

Cuidados de conservação
Espinheira Santa Herbarium deve ser conservada em temperatura ambiente (ente 15 e 30ºC) em sua embalagem original.
Proteger da luz e da umidade.

Prazo de validade
24 meses após a data de fabricação impressa no cartucho.

Dizeres legais

MS: 1.1860.0043
Farmacêutica resp.:
Gislaine B. Gutierrez
CRF-PR no 12423

Espinheira Santa Herbarium - Bula para o Paciente

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Espinheira Santa Herbarium é indicada para o tratamento da má digestão e como coadjuvante no tratamento de úlcera do estômago e duodeno.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
Espinheira Santa Herbarium atua como regulador das funções estomacais e promove a proteção da mucosa gástrica.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
? O medicamento deve ser evitado por menores de 12 anos de idade, devido à falta de estudos disponíveis.
?Lactação e gravidez, visto que pode diminuir a secreção de leite e pode provocar contrações uterinas.
?Hipersensibilidade (alergia) a qualquer um dos componentes da fórmula ou a outras plantas da família Celastraceae.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Precauções e advertências
?De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este medicamento apresenta categoria de risco C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião- -dentista.


Interações medicamentosas
?A administração concomitante de M. ilicifolia com bebidas alcoólicas e outros medicamentos não é recomendada, pois não existem estudos disponíveis sobre as interações medi- camentosas deste fitoterápico.

Informe seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Cuidados de conservação
Espinheira Santa Herbarium deve ser conservada em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC) em sua embalagem original.
Proteger da luz e da umidade.

Prazo de validade
24 meses após a data de fabricação impressa no cartucho.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas
Cápsulas gelatinosas duras de cor creme.

Características organolépticas
Cheiro (odor) característico e praticamente não apresenta sabor.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Modo de usar
As cápsulas devem ser ingeridas inteiras e com uma quantidade suficiente de água para que possam ser deglutidas.

Posologia
Ingerir duas cápsulas via oral, três vezes ao dia, de oito em oito horas.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retomar a posologia prescrita sem a necessidade de suplementação.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou do cirurgião-dentista.

QUE MALES ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?
Reações adversas
Até o momento não foram relatadas reações adversas graves ou que coloquem em risco a saúde dos pacientes.
Raramente, podem ocorrer casos de hipersensibilidade. Neste caso, suspender o uso e procurar orientação médica.



Informe seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico do aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medica- mento.

Informe também à empresa através do seu Serviço de Atendimento ao Consumidor.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTI- DADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Plantas ricas em taninos, como a M. ilicifolia, quando usa- das em doses excessivas, podem causar irritação da mucosa gástrica e intestinal, gerando vômitos, cólicas intestinais e diarreia.
Em caso de superdosagem, suspender o uso e procurar orientação médica de imediato.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.

Data da bula

03/11/2016

Bulário Eletrônico

Bulário 4medic, contém tudo o que é preciso saber sobre o remédio como indicações, dosagem/posologia, efeitos colaterais, contraindicações, advertências, precauções e armazenamento de forma simples e intuitiva.